Vídeo de Eduardo Costa atacando urnas eletrônicas viraliza e gera revolta

78

Embora não seja recente, vídeo em que Eduardo Costa ataca as urnas eleitorais voltou a viralizar em meio à polêmicas do voto impresso

Um dos temas mais relevantes das últimas semanas no cenário político foi o debate em torno do voto impresso. Isso porque uma Proposta de Emenda à Constituição foi feita para que houvesse mudança no sistema eleitoral, no entanto, a PEC foi negada na Câmara e não terá futuro. Diante disso, quem chamou atenção no meio sertanejo foi Zezé Di Camargo que aderiu à ideia e agora, um vídeo de Eduardo Costa atacando as urnas eletrônicas voltou a viralizar.

O fotógrafo Eduardo Matysiak relembrou as declarações e publicou em seu Twitter mais um episódio polêmico no qual o cantor Eduardo Costa se envolveu. Colocando em xeque a credibilidade das urnas, o sertanejo afirmou: “Mais de 80% das urnas são fraudadas”.

Assuntos Relacionados 

Se tratando da propagação de fake news já que esse é um dos meios eleitorais mais seguros do mundo, Eduardo Costa já foi um bolsonarista assumido. No entanto, após a composição da música “Cuidado” que critica a ação dos governantes em meio à pandemia, há dúvidas sobre seu atual posicionamento político.

A adesão de sertanejos à teorias da conspiração que contrariam instituições e dispositivos confiáveis e legítimos da Democracia seguem o fio de ideias enganosas propagadas pelo Presidente Jair Bolsonaro. Alguns acabam indo mais longe, como foi o caso de Sérgio Reis, que chegou a defender há poucos dias uma intervenção militar em um áudio vazado, o que se caracteriza como crime contra o regime democrático, podendo o levar a prisão.

Relembre a fala de Eduardo Costa conferindo na íntegra:

 

“Cabaré” pode acabar em disputa judicial

Eduardo Costa e Leonardo no Cabaré (Foto: Divulgação)
Eduardo Costa e Leonardo no Cabaré (Foto: Divulgação)

Leonardo e Eduardo Costa fizeram uma das maiores parcerias dos últimos tempos com o “Cabaré, mas em meio a muitas polêmicas, incluindo a declaração de que “iria transar pensando no bebê da Thaeme, a parceria entre os sertanejos chegou ao fim em meio a boatos de uma briga que quase acabou em agressão. Agora, passado mais de um ano do rompimento, o Movimento Country teve acesso a uma informação de que Eduardo Costa estaria cogitando a possibilidade de recorrer à Justiça pelo nome “Cabaré”.

Para um melhor entendimento, o cantor sertanejo assumiu de vez em uma entrevista sua revolta contra Leonardo por ter sido excluído do “Cabaré”, projeto que ele mesmo idealizou, mas que foi registrado no INPI sob o número de registro 909841004 pela Talismã, empresa de Leonardo que cuidava da carreira de Eduardo Costa. Dessa forma, mesmo que diga “da boca pra fora” que é o dono do projeto, o cantor terá que recorrer à Justiça se quiser provar sua verdadeira propriedade, já que consta o registro no nome da empresa de Leonardo.

De acordo com fontes ouvidas pela equipe do Movimento Country, Eduardo Costa teria ficado muito incomodado com a participação de outros artistas em seu projeto, como Gusttavo Lima e Marília Mendonça, e estaria pensando em brigar pelos direitos do nome “Cabaré”, para quem sabe poder usá-lo legalmente em seus projetos ou evitar que Leonardo faça isso, já que é de sua própria criação.

Assista ao vídeo com a informação completa:

Em uma série de entrevistas, Eduardo Costa já vem mostrando seu descontentamento com Leonardo e não perde uma oportunidade para falar que a atitude do ex amigo foi uma verdadeira traição. Recentemente ele até chegou a dizer que a sensação é a mesma de que se “um cara tivesse comendo sua mulher”, o que bombou na internet e gerou grande polêmica.