Veja fotos da mansão de R$ 11,9 milhões de Eduardo Costa que está envolvida em polêmica de estelionato

Mansão de Eduardo Costa em Belo Horizonte está envolvida em uma disputa judicial após denúncia de estelionato e foi colocada à venda por fortuna

Nesta semana, Eduardo Costa se viu surpreendido ao ser denunciado pelo Ministério Público de Minas Gerais pelo crime de estelionato na venda de uma mansão em Capitólio que estava construída em um terreno de preservação ambiental. Além de toda a confusão, o promotor do caso alegou que o cantor sertanejo mentiu para obter vantagem no processo, o que repercutiu nos portais de notícia.

A mansão do sertanejo em Capitólio foi trocada, com outros bens, por outra ainda maior em Belo Horizonte, que na época custava R$ 9 milhões. Eduardo Costa chegou a morar no imóvel por um tempo, mas colocou o palácio à venda em 2019 pela bagatela de R$ 11,9 milhões, e ainda não encontrou nenhum comprador.

Apesar do valor absurdo da mansão, a propriedade conta com instalações luxuosas que deixam qualquer um de queixo caído. Chegando a 821 metros quadrados, a mansão do cantor conta com quatro suítes, três hidromassagens, três cozinhas, um escritório, duas copas e vista panorâmica. Veja mais coisas que podemos encontrar no imóvel:

  • Adega
  • Bar particular
  • Churrasqueira
  • Deck
  • Home Theater
  • Jardim de inverno
  • Jardim de inverno
  • Piscina
  • Dependências de empregada.

Eduardo Costa está tentando vender a sua mansão com todos os móveis incluídos, o que agrega ainda mais no seu valor milionário. A casas é repleta de estátuas de panteras de cores variadas, e uma delas fica à beira da piscina servindo como fonte.

Veja fotos da mansão de Eduardo Costa em Belo Horizonte:

Entenda o caso de estelionato envolvendo o cantor

(Foto: Reprodução Instagram)

A denúncia de estelionato contra Eduardo Costa foi feita no dia 29 de novembro em Belo Horizonte e se deve à venda de uma mansão milionária em Capitólio, no sul de Minas, avaliada em R$ 7 milhões. Na ocasião, o cantor trocou a mansão em outra ainda maior em Belo Horizonte, na Região da Pampulha, que custava cerca de R$ 9 milhões. A mansão do cantor chama atenção pelas fotos exuberantes e luxos excessivos.

A troca das mansões foi feita entre Eduardo Costa e um casal, mas quando os compradores tentaram registrar o imóvel do sertanejo, que tem cerca de 4 mil metros quadrados, descobriram que a mansão estava sendo alvo de uma investigação da Justiça de Minas Gerais por estar construída em uma área de preservação ambiental. O Ministério Público Federal (MPF) já havia pedido demolição parcial do terreno antes da venda, o que não aconteceu.

Quando descobriu que comprou a mansão de Eduardo Costa com pendências na Justiça, o casal entrou com um processo contra o sertanejo por fraude e estelionato, com quem trava uma batalha desde então. Em 2018, o cantor prestou depoimento em Belo Horizonte e disse que não agiu com má-fé na venda da mansão, e afirmou que o casal comprador sabia que o terreno estava em uma área de preservação permanente.

Em contrapartida, o advogado das vítimas afirmou que eles não sabiam do processo que já corria na propriedade. Agora, com as investigações tomando novas proporções, o Ministério Público de Minas Gerais disse que não irá se manifestar, assim como Eduardo Costa, que foi procurado pelo g1 e disse por meio da sua assessoria que não irá se pronunciar sobre o assunto.

Veja mais detalhes:

Acusado de EstelionatoCantor SertanejoEduardo CostaestelionatoMansão do Eduardo Costamansão milionária