Foto com foragido da polícia, dívida milionária e mais: Relembre as polêmicas de Bruno e Marrone

Novamente envolvidos em confusão por humilhação durante uma live com Leonardo, Bruno e Marrone colecionam polêmicas

Bruno e Marrone foram, e são, uma das principais duplas da música sertaneja. Conhecidos por clássicos como “Dormi Na Praça” e “Choram as Rosas”, nem tudo foram flores em sua carreira, isso porque ambos colecionam muitas polêmicas dentro e fora dos palcos. A mais recente, no entanto, foi mais um caso de humilhação durante uma live com Leonardo, na qual resultou em muitas críticas a Bruno.

Parceiros há mais de 35 anos, Bruno e Marrone já tiveram comportamentos que acabaram incomodando os fãs, e não ficam muito tempo longe dos holofotes. Bruno, por exemplo, chegou a posar com um foragido da Polícia recentemente. Embora pareçam não ligar muito para os julgamentos, algumas atitudes acabam desgastando a imagem da dupla sertaneja com o público.

Leia Também:

Confira abaixo alguns episódios polêmicos da dupla Bruno e Marrone:

Bruno posa com foragido da Polícia em Dubai

O cantor Bruno se revelou ser grande amigo de um estelionatário durante um passeio em Dubai. Em seu Instagram, fotos e videos com Danilo Santana, conhecido como Dubaiano, revoltaram internautas que não gostaram nada de ver um criminoso e foragido da Polícia cantando os sucessos da dupla.

Após o ocorrido, Bruno revelou que desconhecia o fato de que o amigo aplicou diversos golpes com bitcoins no Brasil, antes de fugir para os Emirados Árabes. “Só agora estou processando as informações que estou recebendo”, afirmou o sertanejo na época e que não voltou a comentar sobre o assunto.

Bruno faz piada homofóbica em live

Em uma live do projeto “Cabaré”, Leonardo reuniu Marília Mendonça, Bruno e Marrone e Jorge e Mateus. A ocasião trouxe muita música boa, mas em dado momento, Bruno acabou fazendo uma piada homofóbica que não pegou muito bem. A polêmica começou quando Marília comentou que a cantora Maiara não gosta da parte traseira da cauda do frango e foi aí que Bruno interviu e disparou: “O Marrone gosta tanto de sobrecu que chega a dar”. 

Logo na sequência, Marrone brincou: “O negócio é ser feliz”, enquanto Leonardo respondeu: “Cruz credo”. Marília Mendonça que era a única mulher dentre os colegas declarou: “Não fiquem preocupados que eu já estou acostumada com essas brincadeiras”. 

Na internet, a fala do cantor sertanejo foi apontada como homofobia, e ele preferiu não comentar sobre o assunto.

Bruno sobe embriagado no Palco da Fenamilho

Em uma apresentação na Fenamilho, festa tradicional da cidade de Patos de Minas, o cantor Bruno, da dupla com Marrone, acabou subiu completamente embriagado no palco, onde nem sequer aguentou terminar o show.

Após a exigência dos fãs que pediram o dinheiro de volta após o vexame, o sertanejo usou suas redes sociais, negando estar sob efeito de álcool na ocasião e se justificou afirmando que tomou um remédio muito forte no dia. Bruno ainda se comprometeu à voltar a cidade para uma apresentação gratuita para compensar o público.

Marrone contrata motorista envolvido na morte de Cristiano Araújo

Em outubro de 2015, Marrone contratou o motorista que foi indiciado pela morte de Cristiano Araújo e a namorada Allana Moraes, em junho daquele ano. Na época, Marrone declarou que Ronaldo Miranda era um amigo de longa data e, por isso, decidiu dar uma nova oportunidade:

“O Ronaldo é um amigo meu. Já o conhecia desde quando trabalhava com o Cristiano. É um cara bacana, a gente já tinha uma amizade bacana, toda semana jogava bola juntos, eu, ele e o Cristiano. O Cristiano amava ele, ele amava o Cristiano, então tudo o que aconteceu foi uma fatalidade. O Ronaldo é uma pessoa do bem, tem família para cuidar, então ele merece uma chance. O Brasil inteiro tá apoiando ele, dando carinho. Ele não tem culpa de nada disso que aconteceu. Ele está como meu secretário, fazendo tudo, e dirige também”.

Bruno faz piada machista

Em julho do ano passado, Bruno constrangeu a apresentadora Flávia Viana com piadas machistas. Na ocasião, o cantor perguntou para a celebridade, que estava grávida, se ela conhecia o pai de seu filho, além de outras barbaridades.

Bruno chegou a propor para que os dois se encostassem, já que “os órgãos sexuais não encostariam, por causa do tamanho da barriga”. As declarações geraram revolta na internet, que criticou, e muito, a ação do cantor. O mesmo pediu desculpas e revelou que “não pode brincar mais com nada”. Flávia Viana também se manifestou, afirmando que ficou extremamente constrangida, que brincadeiras tem limite e todos devem conhecê-lo.

Bruno e Marrone elogiam Bolsonaro

Logo após defenderem o uso de cloroquina, Bruno e Marrone geraram revolta ao apoiar o presidente Jair Bolsonaro em uma live. Na ocasião, Bruno, iniciou os elogios dizendo que Bolsonaro melhorou o Brasil e chamou o presidente de honesto. Marrone aproveitou a ocasião para dizer que gostava de Bolsonaro. Logo em seguida Bruno terminou dizendo: “Não quero saber saber se você gosta do Lula, da pu** que pa***, não quero saber. Eu gosto do Brasil, gosto de pessoas honestas”.

Os comentários da dupla sertaneja logo dividiram opiniões nas redes sociais. Bruno e Marrone foram massacrados nos comentários da live e no Twitter, onde o público já começou a “cancelar” a dupla por seu posicionamento político. Em junho deste ano, Bruno voltou a se manifestar e publicou um vídeo de apoio ao Presidente, mas ao ser criticado inclusive pela Xuxa, o cantor apagou a postagem.

Bruno já ofendeu mulheres brasileiras em show nos EUA

Voltando um pouco mais na linha do tempo, em um show solo em São Francisco (EUA), em 2011, Bruno gerou revolta ao comparar mulheres brasileiras à piranhas: “Aqui não sei se tem rio bom para pescar, mas lá no Brasil tem muitos rios maravilhosos para pescaria. E lá tem cada peixão, aqueles peixão com rabão bonito, do rabão grande. Tem muito pirarucu, pacu, tem piranha…”, começou.

“Interessante demais essa pesquisa. As únicas piranhas que saíram de lá vieram morar aqui nos Estados Unidos. Digo, é o contrário! As piranhas, que não eram piranhas, vieram morar aqui nos Estados Unidos, estou falando”, declarou o sertanejo.

As palavras de Bruno tomaram grandes proporções no Brasil e geraram revolta nas mulheres locais, que detonaram o cantor. Após a repercussão negativa, o cantor se desculpou em seu Facebook, alegando que as pessoas tem o coração maldoso.

Marrone é processado por dívida milionária

Segundo informações do colunista Leo Dias, Marrone estaria sendo processado pelo empresário Eurismar Aparecido Ferreira, um ex sócio, sob acusações de um calote milionário no valor de R$ 1,5 milhões. O processo corre na Justiça e, segundo o colunista, o sertanejo deveria esse valor após desfazer uma sociedade com Eurismar na churrascaria Favo de Mel, em Goiânia (GO).

Após o fim da parceria, ainda em 2017, os dois teriam entrado em um acordo e Marrone iria comprar a parte do seu ex sócio pelo valor de R$ 750 mil, dividido em duas parcelas, o que não aconteceu. Revoltado, Eurismar decidiu entrar na Justiça contra o parceiro de Bruno e conseguiu penhorar bens do cantor sertanejo, incluindo um jatinho milionário.

Como se já não bastasse o calote, Marrone teria transferido a titularidade do seu jatinho para uma empresa de forma ilegal, mas a aeronave já estava em poder da Justiça, o que gerou ainda mais polêmica. Leo Dias ainda complementa que Eurismar  ficou sabendo do assunto e não deixou barato: entrou com uma nova ação judicial expondo a fraude do cantor sertanejo e pedindo a anulação da transferência de titularidade do jatinho.

A defesa de Marrone chegou a se pronunciar dizendo que o jatinho não estava no poder da Justiça e então poderia ser transferido, e também alegou que Marrone não teria como pagar as despesas processuais devido à crise: “Em razão da pandemia, a atividade laboral do embargante (Marrone) foi diretamente comprometida, o que consequentemente refletiu em seus rendimentos mensais”.