Cantor sertanejo de Goiás é acusado de agredir esposa com tapa, soco e enforcamento

O cantor sertanejo Murilo Neves, morador da cidade de Edealina, no sul de Goiás, está sendo acusado de agredir sua ex-mulher, a empresária Aline Ramos

De acordo com denúncia feita na Polícia Civil de Goiânia, Aline afirmou que o cantor sertanejo Murilo Neves teria a agredido com tapas e socos em um carro. Segundo ela, o ex-cantor chegou a enforcá-la e ela só conseguiu escapar das agressões porque apertou a buzina do veículo.

Há uns 15 dias ele me ameaçou verbalmente, mas esse final de semana a agressão foi com tapas, socos, enforcamento. Ele me deu uma ‘gravata’ e foi quando eu fiquei mais próxima da buzina e buzinei. A pessoas ouviram, foram até o carro e me tiraram de lá”, contou a mulher.

Murilo hoje é empresário, mas em 2013 formava uma dupla chamada Vitor e Tiago, na qual ele respondia como Vitor. A mulher contou que a agressão aconteceu por volta das 23h de sábado (2), em um rancho da família.

Segundo ela, o ex-cantor teria bebido durante todo o dia e, como ela não teria gostado disso, foi para o carro, onde ele foi atrás dela.

Aline teve um dente quebrado, cortes na boca e hematomas no olho e no nariz. Ela conseguiu apertar a buzina do carro e recebeu a ajuda de pessoas que estavam no local, que a levaram para um hotel em Edealina, onde ela ligou para a família, que foi buscá-la.

A mulher conseguiu uma medida protetiva contra Murilo. O casal estava junto há um ano e quatro meses, mas não se falou mais após as agressões. Ainda de acordo com o g1, Murilo já havia sido denunciado por agressão contra a ex-mulher em 2013.

Outro caso famoso abalou o Brasil este ano

(Foto: Reprodução Instagram)
(Foto: Reprodução Instagram)

A polêmica de agressão envolvendo DJ Ivis e a esposa Pamella Holanda, que foi espancada pelo cantor e divulgou os vídeos na internet, ganha mais um capítulo. Agora, após ser defendida por Marília Mendonça e outros artistas, uma medida protetiva da influenciadora contra o DJ veio à tona em meio a ameaças.

Segundo o jornalista Leo Dias, a ex esposa de DJ Ivis teria sido ameaçada com uma faca pelo cantor no dia 1° de julho e chamou a polícia, que levou ambos para uma delegacia da cidade de Eusébio (CE). No local, Pamella teria s desesperado de medo de Ivis e, como não tinha advogados, foi colocada em uma sala separada e amparada por policiais.

O medo falou mais alto e a influenciadora acabou deixando a delegacia antes mesmo de prestar depoimento e fazer o exame de corpo de delito, que poderia ter colocado DJ Ivis na cadeia. Três dias depois, Pamella e sua filha Mel, de apenas 9 meses, receberam uma medida protetiva em caráter de urgência pala Justiça do Ceará, que proíbem o cantor e produtor a chegar sequer perto da ex e impossibilitam de cometer outros crimes.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Acreditamos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Leia Mais