Cantor sertanejo é investigado suspeito de estelionato após aplicar golpes milionários

42

Investigado pela polícia, o cantor sertanejo que chegou a fazer dupla com um primo de Leonardo pode ser preso por acusações de estelionato

Um cantor sertanejo ganhou os holofotes da mídia brasileira após o envolvimento em uma série de crimes de estelionato e grilagem de terras (falsificação de documentos para tomar posse de terras ilegalmente). Trata-se de Rogério Spindola Mariz, de 49 anos, que está sendo investigado pela Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF). As informações são dos colunistas Mirelle Pinheiro e Carlos Carone, do portal Metrópoles.

Rogério Mariz já chegou a formar dupla com um primo do cantor Leonardo. O sertanejo coleciona denúncias, registrados desde 2015, devido aos golpes aplicados em vítimas, que compraram terrenos irregulares e/ou inexistentes e nunca tiveram retorno de suas propriedades.

A última denúncia, que levou à uma investigação aprofundada sobre o cantor sertanejo, foi feita neste ano. Um morador de Águas Claras denunciou o cantor à Polícia Civil do Distrito Federal após comprar um terreno por R$ 23 mil do cantor sertanejo, que alegou ser o procurador do dono da chácara negociada.

O prazo para a entrega era em dezembro de 2020, o que não aconteceu. A vítima alega que Rogério Mariz dava desculpas de que faltavam alguns detalhes do condomínio, como abrir ruas e colocar asfalto. Foi aí que ele resolveu procurar o nome do cantor na internet e percebeu que havia caído em um golpe, pois já constavam vários processos contra ele.

Além dessa vítima, uma série de outras situações parecidas envolveram outras pessoas, incluindo um policial militar do Distrito Federal e um empresário milionário, que chegou a negociar uma área de 30 lotes com o cantor sertanejo pelo valor de R$ 2,1 milhões. A vítima pagou R$ 1,7 milhão à vista e iria quitar o restante dos lotes assim que saísse a escritura. Dias depois, o empresário descobriu que o lote havia sido vendido para outro proprietário.

Como o cantor sertanejo agia nos seus golpes?

(Foto: Reprodução Internet)
(Foto: Reprodução Internet)

Segundo informa a coluna do Metrópoles, o cantor sertanejo Roberto Mariz foi ‘desmascarado’ por uma vítima que passou grandes perrengues com o cantor na compra de um terreno. Segundo as declarações, Rogério comprava um terreno grande, pagava uma parcela pequena com um carro (ou algum outro bem), financiava o resto e começa a revendê-lo.

No entanto, o sertanejo não cumpria o acordo com os donos dos terrenos que comprava e dava o calote nas demais parcelas combinadas. Dessa forma, o dono acaba desfazendo o acordo de venda e isso acaba inviabilizando qualquer obra no local previamente comprado por Rogério. O resultado? Todas as pessoas que adquiriram aquele terreno revendido ilegalmente saem no prejuízo, já que não podem ocupá-lo.

Dando errado o primeiro contrato, o cantor sertanejo fazia, uma peregrinação, ou seja, oferecia outros lotes para as vítimas. Contudo, os demais terrenos sempre estavam em situações parecidas e os compradores não conseguiam mais nada. A coluna do Metrópoles tentou contato com o cantor, que não retornou às ligações.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Acreditamos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Leia Mais