Cantor sertanejo morre a espera de leito de UTI após complicações da Covid-19

Com o sistema de saúde brasileiro colapsado, cantor sertanejo morre no Paraná enquanto aguardava vaga em leito de UTI de Covid-19

Mais uma perda na música sertaneja: O cantor sertanejo Diego Argenton, da dupla Bruno e Diego, morreu nesta quinta-feira (18), em decorrência da Covid-19 após sofrer complicações da doença por causa de diabetes e ficar em estado grave, precisando ser internado na UTI.

–  Acompanhe as notícias do Movimento Country no Instagram

Segundo informações divulgadas por um portal local, Diego morreu na cidade de Assis Chateaubriand, localizada no Paraná, enquanto aguardava por um leito de UTI no local, que está colapsado e não tem lugares suficientes para os pacientes com Covid-19.

O parceiro de Diego, Bruno Bortoloto, fez um desabafo e contou sobre o estado de saúde do amigo antes de sua morte: “Ele já estava saindo do isolamento e, provavelmente, voltaria a trabalhar nesta semana. A diabetes apareceu durante a Covid e foi aumentando, e ele não aguentou. Entrou em coma na manhã de segunda-feira (18) e não conseguiram achar vaga de UTI para ele em lugar nenhum, infelizmente”.

Leia também

Edson, dupla de Hudson, ficou em estado grave com Covid

(Foto: Reprodução Instagram)
(Foto: Reprodução Instagram)

Já recuperado, o sertanejo Edson Cadorini, que estava internado desde o último dia 3 de março, recebeu alta hospitalar na noite de hoje, 15 de março, e deixou as dependências do Hospital e Maternidade São Luiz Itaim, em São Paulo, ao lado da esposa, Deia Cypri.

O cantor foi transferido para a Unidade de Terapia Intensiva no dia 8 de março e recebeu os cuidados médicos da equipe coordenada pela cardiologista-intensivista, Dra. Ludhmila Hajjar. “Agradeço a Deus! Agradeço à Dra. Ludhmila e equipe por me salvarem. Obrigado a cada um pelas orações e carinho. Agora inicio uma etapa da minha vida”, comentou Edson.

– Confira as notícias do Movimento Country no YouTube

Diagnosticado com Covid-19, Edson iniciou o tratamento em casa. Devido às complicações, foi internado no Hospital Santa Ignês, em Indaiatuba, no dia 3. Depois, foi transferido para a UTI do Hospital e Maternidade São Luiz Itaim, onde tratou de uma pneumonia decorrente da Covid.