Eduardo Costa desabafa, revela mágoa de Leonardo e joga indireta nas redes sociais

O cantor sertanejo Eduardo Costa ainda não se confirmou com o fim da parceria com Leonardo, e sempre que tem oportunidade tem jogado indireta nas redes sociais

Depois de uma parceria nada amigável entre os cantores Leonardo e Eduardo Costa. Uma crise que vinha se agravando desde 2018, quando os ex-amigos resolveram dar uma pausa no projeto “Cabaré”, que teve a confirmação da gravação do novo DVD recentemente.

O show que já havia se tornado um dos cachês sertanejos mais caros do país e também um dos shows mais requisitados, se tornou um problema para Leonardo, após ataques de estrelismo de Eduardo Costa nos bastidores do show, confirme havia antecipado o Movimento Country com exclusividade. Além disso outro problema começou que começou a prejudicar a imagem do escritório foram as várias polêmicas que o cantor acabou se envolvendo.

O sertanejo foi acusado de vazar fotos íntimas da sua ex namorada Victoria Villarim, de ter se envolvido com mulheres casadas no interior do Paraná, além de se posicionar à favor da intervenção militar e apoiar o presidente Jair Bolsonaro.

Essa postura estava custando caro para o escritório e desgastando a imagem de Leonardo, que conquistou o Brasil ao lado do seu irmão, Leandro, morto em 1998, vítima de um câncer raro.

Leia Também:

Eduardo Costa idealizou o projeto “Cabaré”

(Foto: Reprodução/Instagram Oficial)
(Foto: Reprodução/Instagram Oficial)

Apesar de ter sua estreia em 2014, o projeto “Cabaré” começou a ser idealizado por Eduardo Costa por volta de 2012, e o desejo do cantor era de gravar um DVD com Leonardo em um bordel (daí o nome Cabaré), mas acabou sendo rejeitado na época pela possível polêmica que resultaria. Nesse meio tempo, a Sony Music gostou da ideia do projeto mas acabou reformulando a ideia original para uma forma mais glamourizada.

Dessa forma, o primeiro DVD “Cabaré” foi gravado com um grande cenário e produção impecável, que imitava bordeis, mas de uma forma elegante e menos polêmica. É aí que começa a confusão, pois a ideia  do projeto é do próprio Eduardo Costa, mas o nome “Cabaré” foi registrado pela Talismã no INPI (número de registro 909841004). Para quem não sabe, Talismã é a empresa de Leonardo que tinha contrato com o namorado de Mariana Polastreli na época e gerenciava sua carreira.

Em pouco tempo, o “Cabaré” se tornou um dos shows mais requisitados e caros do Brasil, devido à grande fama que conquistaram, mas a relação entre Eduardo Costa e Leonardo começou a se desgastar nos bastidores do projeto, devido à questões com a produção e inclusive grosserias com os funcionários, o que deixava o clima tenso.

Anos depois da gravação do segundo DVD, Leonardo e Eduardo Costa voltaram a cantar juntos sob pressão dos patrocinadores e  realizaram uma live sertaneja do projeto. A live da dupla foi uma das mais esperadas de 2020 e bateu recorde de audiência, mas o resultado foi desastroso. Excesso de bebidas, machismo, declarações polêmicas a até um “Eu vou transar pensando no bebê da Thaeme” fizeram Eduardo Costa e Leonardo serem massacrados pela internet e desencadeou em uma rachadura na amizade que nunca mais se consertou.

Nessa época, o Movimento Country antecipou exclusivamente que os dois sertanejos teriam brigado e colocado um fim na parceria, informação que foi veementemente negada pela assessoria de imprensa dos dois cantores e que foi confirmada recentemente por Eduardo Costa em uma entrevista, que alegou estar magoado com Leonardo pela apropriação do projeto “Cabaré”.