“Se fosse ao contrário eu não deixaria acontecer” desabafa Eduardo Costa sobre registro do nome “Cabaré”

19.034

O cantor sertanejo Eduardo Costa voltou a se manifestar através de uma live em seu Instagram sobre o projeto “Cabaré” que ele comandou ao lado de Leonardo

Para quem não sabe, o projeto “Cabaré” começou a ser idealizado por Eduardo Costa por volta de 2012, e o desejo do cantor era de gravar um DVD com Leonardo em um bordel (daí o nome Cabaré), mas na época a gravadora recusou o projeto em função da polêmica que poderia causar pelo nome e pela proposta.

No entanto, pouco tempo depois Paulo Junqueiro, o presidente da Sony Music gostou da ideia do projeto, mas acabou reformulando a ideia original para uma forma mais glamourizada.

Em pouco tempo, o “Cabaré” se tornou um dos shows mais requisitados e caros do Brasil, devido à grande fama que conquistaram, mas a relação entre Eduardo Costa e Leonardo começou a se desgastar nos bastidores do projeto, devido à questões com a produção e inclusive grosserias com os funcionários, o que deixava o clima tenso.

Anos depois da gravação do segundo DVD, Leonardo e Eduardo Costa voltaram a cantar juntos sob pressão dos patrocinadores e  realizaram uma live sertanejado projeto. A live da dupla foi uma das mais esperadas de 2020 e bateu recorde de audiência, mas o resultado foi desastroso.

É aí que começa a confusão, pois a ideia  do projeto é do próprio Eduardo Costa, mas o nome “Cabaré” foi registrado pela Talismã no INPI(número de registro 909841004). Para quem não sabe, Talismã é a empresa de Leonardo que tinha contrato com o namorado de Mariana Polastreli na época e gerenciava sua carreira.

Nessa época, o Movimento Country antecipou exclusivamente que os dois sertanejos teriam brigado e colocado um fim na parceria, informação que foi veementemente negada pela assessoria de imprensa dos dois cantores e que foi confirmada recentemente por Eduardo Costa em uma entrevista, que alegou estar magoado com Leonardo pela apropriação do projeto “Cabaré”.

Mas o cantor mineiro voltou novamente tocar no assunto durante uma live no Instagram e revelou que não tem mais contato com Leonardo.

Questionado por um seguidor sobre a polêmica do registro da marca, Eduardo Costa foi incisivo “Se fosse o contrário tivesse acontecido isso não é se alguém da minha equipe tivesse registrado a marca Cabaré eu não deixaria isso acontecer com certeza eu ia lá ia desfazer mesmo já estando reconhecido”

O sertanejo também fez questão de afirma que foi o criador do projeto, mas reconheceu a importância do seu ex-parceiro para que o projeto fosse para frente “A marca foi idealizada por mim mas sem o Leonardo ela não seria o que é” finalizou.

Empresários pediram “cabeça” de Eduardo Costa para Leonardo

(Foto: Reprodução Instagram)
(Foto: Reprodução Instagram)

Muita gente não sabe, mas a história de parceria entre Leonardo e Eduardo Costa vem de mais de uma década. O cantor mineiro, que sempre teve o pai de Zé Felipe como uma das suas maiores inspirações, chegou a ser um dos nomes cotados para ser o sucessor de Leonardo dentro da própria Talismã, escritório que gerenciava sua carreira antes do rompimento.

Dessa forma, o “Cabaré” foi criado em 2011 pelo próprio Eduardo Costa com o objetivo de reunir os dois artistas no mesmo palco, e o nome de Leonardo foi o mais cotado pela identificação do projeto, mas isso só foi possível após o cantor, na época, encerrar seu contrato com a antiga gravadora e migrar para a Sony Music.

Leonardo, que é conhecido por ser um dos cantores mais pacíficos e ‘gente fina’ do meio sertanejo, vinha tolerando alguns problemas considerados corriqueiros nos bastidores da música sertaneja, afinal de contas “Cabaré” ao lado de Eduardo Costa fez um enorme sucesso em pouco tempo e passou a ser um excelente negócio, chegando a se tornar o show mais caro e procurado do Brasil.

No entanto, a polêmica live que aconteceu no dia 1º de maio de 2020 foi o estopim para o rompimento definitivo entre os dois. Eduardo Costa estava visivelmente alterado durante a transmissão e chegou a disparar várias polêmicas, o que acabou deixando o ex amigo visivelmente constrangido, além de gerar revolta na internet com suas declarações.

Agora, quase dois anos após o rompimento entre os sertanejos, o Movimento Country teve acesso a mais um desdobramento importante dessa história. De acordo com fontes ouvidas exclusivamente pela nossa equipe, vários empresários e artistas, inclusive alguns que se diziam amigos do Eduardo Costa, pediram a “cabeça” do cantor para Leonardo após as polêmicas da live:

“Algumas pessoas se sentiram ofendidas com as brincadeiras do Eduardo e ameaçaram romper com Leonardo se ele não tomasse uma providência”, revelou uma fonte ligada a produção do cantor, que pediu para não ter seu nome divulgado.

Na ocasião, Eduardo Costa perdeu o contrato com a “Talismã” e de vários patrocinadores que apoiavam as suas lives solos: “Foram as pessoas que se diziam amigas do Eduardo que minaram sua carreira com o objetivo de tomar o seu lugar”, afirmou a fonte.

Mesmo afastado de polêmicas, Eduardo Costa ainda sofre com os boicotes e abandono dos “amigos”. Quando anunciou o projeto “Mitos” com Ralf, muito se falava em um concorrente do “Cabaré”, mas devido a questões internas e falta de interesse dos contratantes, a turnê teve que ser cancelada, e agora o cantor segue nos palcos apenas com seus shows solo.