Após perder fortuna, Gusttavo Lima vende bens e desiste de comprar ilha no RJ

296

Gusttavo Lima está enfrentando sérios problemas financeiros por causa da falta de shows e colocou a venda no início deste ano sua mansão e seu jatinho particular

Para poder equilibrar as contas no início de 2022, o cantor sertanejo Gusttavo Lima, que é dono de um dos maiores cachês sertanejos do Brasil, está se vendo obrigado a equilibrar suas contas no início deste ano.

O marido de Andressa Suita que está sendo sondado por Silvio Santos para ganhar um programa sertanejo nas manhãs de domingo, colocou o seu jatinho particular à venda, além de um dos imóveis onde morava com antes de anunciar sua separação em 2020 pela bagatela de R$8.5 milhões de reais.

O sertanejo, que anunciou a recisão com a gravadora Sony Music, onde faturou nos últimos anos mais de R$40 milhões para lançar seus últimos álbuns, resolveu vender seu jatinho particular que custa R$178 milhões. O modelo “Gulfstream GIV-SP (PS-GUS)” acomoda 14 pessoas e conta com um design interno luxuoso.

O cantor sertanejo dominou todas as buscas em nosso site em 2021 e chamou atenção no mês de Janeiro com a informação de que estaria negociando a compra de uma ilha milionária em Angra dos Reis (RJ).

O local escolhido para a compra já tinha servido de cenário para a primeira aparição pública de Gusttavo Lima e Andressa Suita e, segundo o colunista Leo Dias, o cantor sertanejo teria passado um dia inteiro no local para escolher a ilha do seu gosto, sendo todas com construções luxuosas e até com heliporto para aeronaves particulares. Os preços variavam de R$ 5 milhões a até R$ 16 milhões.

Apesar das informações, o próprio Gusttavo Lima revelou para Leo Dias que a compra da ilha não procedia, já que ele não tinha tempo para pensar nisso no momento. O sertanejo não voltou a falar sobre a ilha.

Leia também:

Gusttavo Lima rompe com a Sony Music, o motivo seria a chegada de Luan Santana

(Reprodução Twitter)
(Reprodução Twitter)

No auge de sua carreira, Gusttavo Lima é um fenômeno não só nos palcos, mas também como empreendedor. Após lucrar R$ 100 milhões em 12 horas vendendo franquias de seu novo empreendimento, o sertanejo poderá enfrentar um dos maiores desafios de sua vida, ao abrir sua própria gravadora.

De acordo com informações do colunista Leo Dias, do portal Metrópoles, o contrato do artista vigente com a Sony Music, feito em 2018, se encerrará no ano que vem, sem previsão para ser renovado.

Na época o intérprete de ‘Bloqueado’, música esta que lhe rendeu um processo na justiça, deu o que falar ao deixar a Som Livre, e foi considerado um traidor para a Globo, que o vetou de todos os programas da casa.

Entretanto, de acordo com fontes ouvidas pelo Movimento Country, a saída de Gusttavo Lima da Sony Music não será apenas para iniciar um novo projeto, sendo agora seu próprio chefe. Acontece que o pai de Gabriel e Samuel possui uma rixa antiga com Luan Santana, e não gostou nada de saber que ele está na mesma gravadora que ele.

Em nota, a assessoria do cantor chegou a desmentir que ele vá lançar seu próprio selo no ano que vem, mas sem dar mais detalhes sobre seus planos para o futuro. Outra coisa que teria deixado o famoso aborrecido foi o vazamento dos valores de seu contrato milionário, também revelado com exclusividade pelo Movimento Country.