Gusttavo Lima humilha Eduardo Costa após ser acusado de roubo e faturamento milionário vem à tona

7

Após acusações de roubo e briga com Eduardo Costa, Gusttavo Lima dá a volta por cima e deixa concorrentes no chinelo com lucros milionários na pandemia

Após embolsar bolada no comercial da Mega da Virada e se envolver em briga com Eduardo Costa, que o acusou de roubar sua banda, Gusttavo Lima teve faturamento milionário durante a pandemia exposto por site e humilhou concorrentes.

Confira as notícias do Movimento Country no YouTube

Segundo informações do portal R7, Gusttavo Lima foi o cantor que mais lucrou desde o início da pandemia. Apesar do cancelamento dos shows, o sertanejo não ficou no vermelho e, inclusive, faturou uma bolada com suas lives e publicidades.

Só na live da Festa do Peão de Barretos no ano passado, o Embaixador faturou R$ 5 milhões, mais do que qualquer outro cantor em um evento. Já com suas tradicionais lives de sucesso, Gusttavo Lima teria faturado mais de R$ 10 milhões no último ano.

O valor é acrescido pelos bônus de publicidade, que podem variar de R$ 400 mil a R$ 1 milhão por show. O faturamento não para por aí: acusado de pagar jabá para as rádios, Gusttavo Lima ficou entre os mais tocados em todo o ano, assim como nas plataformas de streaming. O jornal ressalta que, só com a música “A Gente Fez Amor“, Gusttavo Lima lucrou mais de 700 mil reais nas plataformas.

Leia também

Sertanejo pode perder fortuna para compositor

(Foto: Internet)
(Foto: Internet)

Gusttavo Lima enfrenta um processo milionário contra o compositor André Luiz Gonçalves da Silva, que acusa o sertanejo de plágio e pode tirar fortuna de R$ 30 milhões do cantor após entrar com novo processo.

De Lucca, nome artístico do compositor, já pedia indenização de R$ 20 milhões à Gusttavo em um processo que corre desde 2016, alegando que é o único compositor da música “Fora do Comum” e que o sertanejo teria fraudado os créditos e se colocado como co-compositor.

Ouça os principais lançamentos sertanejos no Spotify

O processo, que corre em segunda instância na Justiça, ganhou uma nova adição nesta semana. Segundo o programa Balanço Geral, De Lucca pede mais R$ 10 milhões de indenização por ter outro contrato com o sertanejo violado, no qual era combinado de Gusttavo lançar duas músicas escritas pelo compositor, mas lançou só uma.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Acreditamos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Leia Mais