João Bosco e Vinicius perdem mais de R$ 1 milhão e caso vai parar na Justiça; entenda

20.528

A dupla sertaneja João Bosco e Vinicius, que ficou conhecida em todo o Brasil com a música “Chora me Liga”, perdeu mais de R$1 milhão após serem vítima de possível golpe

A empresa S4 Produções Artísticas, dos sertanejos João Bosco e Vinicius, que recentemente inauguraram um pavilhão que leva o nome da dupla no Hospital do Câncer de Barretos, buscavam desde agosto de 2012, solucionar um problema relacionado ao pagamento de um imposto sobre serviços de qualquer natureza [ISSQN], ou seja, os artistas, segundo consta no processo, entendiam que poderia estar sendo cobrado em dobro, uma vez que, havia a cobrança do imposto no local que a dupla realizava o show, e da mesma forma, a cobrança ainda era feita no município onde eles mantem a sede da S4 Produções.

Ainda de acordo com a ação, até que houvesse uma decisão final da Justiça, os cantores estavam repassando à um profissional, altas quantias em dinheiro, que deveriam ser depositadas judicialmente nos autos daquele processo, tendo em vista que os músicos estavam discutindo na Justiça a legalidade da cobrança daquele imposto.

Mas, segundo os sertanejos explicam à Justiça, após algum tempo, descobriram que nada havia sido depositado pelo advogado na tal conta judicial, entendo que foram vítimas de um “golpe”. O valor repassado pelos famosos chega próximo à R$ 1.168.720,19, mas eles descobriram junto à prefeitura que um dos débitos [CDA] passava de R$ 704 mil, já outro, estava em R$ 241.998,50.

Segundo o processo, os cantores souberam, em abril de 2015, que o profissional responsável por receber os valores e não realizar os depósitos judiciais havia cometido suicídio. O valor atualizado do prejuízo chegaria à R$ 1.676,166,43.

A dupla, responsável pela S4 Produções Artísticas e, por meio da empresa, acionou um outro profissional que, segundo eles, atuava no mesmo escritório, visando reaver os valores. Mas o caso virou um outro processo, só que desta vez, contra os sertanejos.

Leia Também:

João Bosco e Vinicius viram alvo de ação criminal

A dupla sertaneja agora se defende de uma ação criminal movida pelo profissional que foi acionado pela S4. Segundo o processo, João Bosco e Vinicius teria o acusado naquela ação de cobrança de estar envolvido nos danos, entretanto, ele se diz “advogado autônomo” e não era sócio do outro profissional que recebeu os valores.

A defesa dos sertanejos apresentou à Justiça, um documento com 49 páginas. Nele, consta a afirmação que a empresa dos artistas foi “vítima de um golpe” por uma série de razões, e que os sertanejos só tomaram conhecimento da situação com a morte do profissional.

O processo ainda não foi julgado. Os advogados dos cantores requereram que os famosos sejam absolvidos, entendendo não ter existido crime contra a honra, pois a ação movida para receber a quantia milionária partiu de uma pessoa jurídica, não havendo possibilidade de haver crime por procuração.