“Luar do Sertão” destaca a música Folk nesta terça-feira, na TV Aparecida

7

Ao ar pela TV Aparecida, o programa “Luar do Sertão” desta terça-feira recebe uma banda popular no cenário Folk, a “Quando o Inhambu Cantou no Meu Quintal

O “Luar do Sertão” desta terça-feira (05/10), às 20h45 na TV Aparecida, traz uma dupla que tem um nome bem peculiar: “Quando o Inhambu Cantou no Meu Quintal“. Seus integrantes, Ricardo Santiago e Antony Ventura irão interpretar suas músicas e bater um papo com os apresentadores Padre Paulinho e Wanessa Ferreira.

O duo de música folk visa o resgate da música popular brasileira através da cultura folclórica, com influências acompanhadas ao longo da vida. No programa, os convidados do “Quando o Inhambu Cantou no Meu Quintal” cantarão os hits “Estrada mãe”, “Flor das Minas Gerais”, “Passarinho irá Cantar”, “Cantiga do Viver”, “Calix Bento”, entre outros.

O programa também realiza o pedido musical de telespectador e Padre Paulinho interpretará a canção “Empreitada Perigosa”, de Moacyr dos Santos e Sulino. No quadro “Recordação”, o homenageado da semana será João Chaves, e Padre Paulinho cantará a música “Amo-te muito”, escrita pelo homenageado.

Sobre a dupla convidada

“Quando o Inhambu Cantou no Meu Quintal” é um duo de música folk, cujos músicos Ricardo Santiago e Antony Ventura têm uma linguagem poética marcada por um forte sentimento existencial com uma refinação melódica. O resultado dessa composição é uma sonoridade que mistura cidade e campo, numa conjunção inteligente e elegante.

A origem do nome do dueto de Guarulhos (SP) surgiu por meio de pesquisas literárias e folclóricas, que os dois músicos fizeram para que pudessem refletir as suas intenções artísticas. Inhambú é uma ave Sul-americana com vasta expansão geográfica no Brasil.

O homem do campo tem o Inhambú como norteador de horário, principalmente ao anoitecer, período mais propício ao seu canto. Sendo assim, a contextualização da origem do nome é inspirado no gorjear da ave, que quando cantou avisou a hora certa do nascimento do projeto musical.

Os jovens músicos lançaram seu primeiro CD, homônimo, em 2016. O trabalho conta com oito faixas autorais, que traduzem as influências vividas por cada um: do folk ao blues urbano, da balada romântica à cantiga de roda.

“Luar do Sertão”, terça-feira, às 20h45.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Acreditamos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Leia Mais