Cantor sertanejo luta pela vida após descobrir câncer agressivo

O cantor sertanejo Sérgio Reis (81), que fez parte do elenco da primeira versão de Pantanal, luta contra um câncer de próstata


Sérgio Reis que se transformou em um dos maiores nomes da música brasileira, ainda na época da jovem guarda, com sucessos como “Coração de Papelão”, caiu no gosto do público sertanejo no final dos anos 70.

Serjão, como gosta de ser chamado, nunca escondeu seu amor pelo campo e pela vida rural e não foi a toa que se transformou em um dos nomes mais respeitados da música sertaneja e colecionou diversos sucessos na carreira, entre eles “Pinga Ni Mim”, “Panela Velha” e “O Menino Da Porteira”.

Com passagens pelo cinema e pela TV, inclusive fazendo parte do elenco da primeira versão de Pantanal, que foi exibido pela extinta TV Manchete, hoje o sertanejo vive ao lado se sua amada Ângela, na Serra da Cantareira em São Paulo.

No entanto, o cantor deixou os holofotes para cuidar da sua saúde. O Cantor que chegou a sofrer um grave acidente, fraturando suas costelas quando teve um mal súbito em cima de um palco enquanto se apresentava, convive com diabetes, hipertensão, foi vitima de um AVC (Acidente vascular cerebral), e agora luta contra um câncer de próstata.

Em entrevista ao portal TerraÂngela Márcia, esposa do cantor sertanejo, contou que Sérgio Reis fará 20 sessões de radioterapia, e caso não dê os resultados esperados irão partir para outros métodos: “Dois meses após o fim dessa etapa, será feito o exame de PSA (que detecta alterações nas células da próstata) e, caso seja necessário, ele fará hormonioterapia”, disse.

Aos 81 anos, Sérgio Reis é do grupo de risco, por isso os médicos que o atenderam decidiram não fazer cirurgias, pois será muito arriscado para sua saúde: “O médico optou por não fazer uma cirurgia porque os tumores estão em locais perigosos. Como o Sérgio tem comorbidades – diabético, hipertenso, cardiopata – e está com 81 anos, decidiu não arriscar. Em nome de Jesus, logo, logo ele estará bem”, desabafou Ângela.

O cantor vem travando uma verdadeira batalha contra as doenças já tem algum tempo. Além de acidentes em palcos e outras ocasiões, Sérgio Reis chegou a sofrer um AVC hemorrágico em 2018, aos 78 anos, enquanto estava voando. Na ocasião, ele teve que operar o cérebro e deixou os fãs desesperados com seu estado de saúde.

No fim de agosto desse ano, Sérgio Reis chegou a ser internado após um quadro de estresse devido às polêmicas com a Justiça brasileira. Na ocasião, foi divulgado que o motivo da internação era devido a uma inflamação da próstata (prostatite), o que veio a descobrir ser um câncer logo após exames aprofundados.

Recentemente, Sérgio Reis deu uma entrevista exclusiva ao Movimento Country onde conta vários fatores da sua vida. Dispostos em cortes no nosso canal do YouTube, o cantor sertanejo fala sobre a sua participação na novela Pantanal, em que ele chegou a lutar contra jacarés, e aproveitou para criticar artistas que mudam melodias de suas músicas. E nessa conversa sobrou até para Leonardo e Paula Fernandes!

Leia Também:

Cantor contou detalhes da novela “Pantanal” ao Movimento Country

Com canções que marcaram a música sertaneja tradicional, Sérgio Reis chegou a participar da primeira edição novela Pantanal, exibida pela extinta TV Manchete, e deu declarações surpreendentes dos bastidores. Com o um remake da trama de sucesso dos anos 90 chegando em março de 2022 na tela da Globo, Sérgio Reis contou recentemente alguns detalhes exclusivos que eram desconhecidos pelo público.

Por levar o nome do bioma, as gravações tiveram cenários naturais do próprio Pantanal e foi aí que surgiram histórias surpreendentes contadas pelo sertanejo. “Não teve estúdio, nada. Muito pouca coisa em estúdio. Passamos um ano lá dentro (do Pantanal) com jacarés querendo pegar a Juma e eu meti o pé na cabeça dele, é a realidade, não brincadeira.”, revelou Sérgio Reis exclusivamente ao nosso portal.

Na época, as revelações chamaram atenção e, levando em conta os sustos das gravações passadas, a TV Globo planeja produzir um cenário gigantesco jamais feito pela emissora. Para reproduzir fielmente os detalhes do bioma, a cidade cinematográfica pode contar com aproximadamente 20 mil m².

Confira na íntegra as declarações de Sérgio Reis no canal do Movimento Country: