Sérgio Reis afronta Justiça e afirma não ter medo de ser preso: “Cadeia é para homem”

53

Após virar alvo de mandados de busca e apreensão, o veterano do sertanejo Sérgio Reis afirmou estar arrependido mas não teme prisão

O cantor e compositor de música sertaneja Sérgio Reis está enfrentando um grave problema com a Justiça após ter ofendido ministros do STF e atentado contra a democracia. Depois de ter sido alvo de mandados de busca e apreensão da Polícia Federal expedidos pelo ministro Alexandre de Moraes a pedido da Procuradoria Geral da República, o sertanejo de 81 anos afirmou não temer prisão e desabafou sobre seu áudio vazado.

Em entrevista ao O Globo, Sérgio Reis, que está enfrentando depressão profunda e diabetes atacada após a repercussão negativa de suas declarações, revelou: “Eu me arrependo, sim. Eu estava conversando com um amigo. Era tudo brincadeira. Ele postou no grupinho dele e aquilo foi para fora. E isso me prejudicou muito. Não era a minha intenção. Não temos que quebrar nada. Tem que fazer uma passeata serena, sem briga. Sem nada. Eu me arrependo demais de ter falado com um amigo. Amigo da onça, sabe como é”, afirmou.

Assuntos Relacionados 

Ele deu sequência ao desabafo e comentou sobre a possibilidade de ser preso: “Eu não tenho medo de ser preso. Não sou frouxo. Não sou mulher. Cadeia é para homem. Eu não saí daqui de casa. Estou aqui em casa quietinho. Se a federal vier me buscar, eu vou. Não matei ninguém. Não prejudiquei ninguém. Nunca falei mal de nenhum ministro. Agora, se os caminhoneiros querem ir lá, eles me ouvem muito e me perguntam: ‘Sérgio, a gente quer fazer’. Aí eu falo: ‘A vida é de vocês. Se querem fazer, façam’”, revelou.

Outra informação que veio à tona a medida em que as autoridades passaram a investigar o sertanejo, foi o fato de que ele recebeu uma bolada no valor de R$126 mil para realizar duas campanhas publicitárias para o governador do Paraná, Ratinho Jr. Nas ocasiões, a ideia era propagar feitos da gestão alinhada com o bolsonarismo usando a imagem e voz de Reis, que compactua com práticas políticas defendidas por Jair Bolsonaro e Ratinho Jr. no estado paranaense.

Sérgio Reis já revelou bastidores surpreendentes da novela Pantanal

(Foto: Reprodução/Internet)
(Foto: Reprodução/Internet)

O cantor e compositor Sérgio Reis, de 81 anos, teve surpresas negativas recentemente após atacar a democracia e está proibido de se aproximar da praça dos Três Poderes, em Brasília, além de ter sido alvo de mandados de busca e apreensão da PF. Com canções que marcaram a música sertaneja tradicional, Reis chegou a participar da novela Pantanal e deu declarações surpreendentes dos bastidores.

Com a possibilidade de um remake da trama de sucesso dos anos 90, Sérgio Reis contou recentemente alguns detalhes exclusivos que eram desconhecidos pelo público. Por levar o nome do bioma, as gravações tiveram cenários naturais do próprio Pantanal e foi aí que surgiram histórias surpreendentes contadas pelo sertanejo.

“Não teve estúdio, nada. Muito pouca coisa em estúdio. Passamos um ano lá dentro (do Pantanal) com jacarés querendo pegar a Juma e eu meti o pé na cabeça dele, é a realidade, não brincadeira.”, revelou Sérgio Reis, que enfrenta depressão e ataque de diabetes devido à repercussão negativa de seu áudio vazado em que ele defende uma intervenção militar no país.

Na época, as revelações chamaram atenção e levando em conta os sustos das gravações passadas, a TV Globo planeja produzir um cenário gigantesco jamais feito pela emissora. Para reproduzir fielmente os detalhes do bioma, a cidade cinematográfica pode contar com aproximadamente 20 mil m².

Confira na íntegra as declarações de Sérgio Reis no canal do Movimento Country: