Após Simone passar por cirurgia de emergência, Zaya surge com uma mancha roxa na cabeça e fãs ficam chocados com a imagem

21

Simone passou por um susto após o parto de Zaya no início deste ano e deixou seus seguidores preocupados ao postar a foto da sua filha

Simone Mendes, da dupla sertaneja com Simaria e mãe de Zaya (6meses) e Henry (6 anos), precisou retirar seu útero após ser diagnosticada com uma doença depois do parto: a adenomiose. A efemeridade, cujos sintomas são variados, pode dificultar a gravidez e ainda tornar um simples ato natural, que é a menstruação, algo bem complicado.

Agora para o desespero dos fãs, Simone postou uma foto da sua filha nas redes sociais com uma enorme mancha roxa em sua testa, foi o suficiente para deixar sua legião de fãs extremamente preocupados com a saúde de Zaya,

Nos comentários da foto um fã perguntou a respeito da mancha, e a cantora fez questão de responder ao publicar uma nova foto da filha, e se derreter de amores.

Sua neném tem uma manchinha na testa?”, questionou internauta. “Sim! É o charme da mamãe!”, disse Simone, babando pela filha caçula. Em outra ocasião, a cantora já havia se deparado com o mesmo tipo de pergunta vinda de um fã e deu mais detalhes sobre o sinal roxo no rosto da filha.

Uma machinha mongólica”, esclareceu a cantora à todos os seus seguidores. O sinal no rosto de Zaya é uma mancha comum em recém-nascidos e bebês nos primeiros anos de vida e não causa nenhum risco aos pequenos. Com o tempo, o sinal costuma desaparecer.

Mas o que é uma mancha mongólica?

Mancha mongólica é aquela mancha arroxeada que muitos recém nascidos possuem na região das nádegas e costas. Muitas vezes, em maternidades, fui questionado o que havia acontecido na hora do parto para que os bebês tivessem aquelas “manchas roxas”.

Estas manchas são muito comuns em crianças asiáticas (daí o nome) onde ocorrem em mais de 90% dos recém nascidos e nas populações de raças negras ocorrem em cerca de 80% e nos brancos europeus ou caucasianos é menos comum e ocorre em menos de 10%. No Brasil, devido a nossa grande miscigenação ocorrem entre 40% a 80% dependendo da região. Na América Latina se estima em cerca de 45% dos recém nascidos apresentam estas manchas.

 

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Acreditamos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Leia Mais