Wesley Safadão e esposa são indiciados por vacinação irregular e podem ser presos

29

Wesley Safadão e Thyane Dantas estavam sendo investigados desde julho por ‘trapaças’ na vacinação e agora podem pegar até 13 anos de cadeia

O cantor Wesley Safadão, sua esposa Thyane Dantas e outras 6 pessoas foram indiciados pela Polícia Civil por causa de irregularidades na vacinação contra a Covid-19. Os envolvidos vinham sendo investigados desde o dia 15 de julho, prestaram depoimentos e agora terão que responder na Justiça do Ceará pelos crimes de peculato e infração de medida sanitária.

A infração aconteceu no dia 8 de julho em Fortaleza, quando ambos se vacinaram. Thyane está sendo acusada de furar a fila de vacinação após ter tomado a primeira dose quando a fila estava na faixa dos 32 anos, e ela tinha 30 na época. Já Wesley Safadão e sua produtora estão sendo acusados de querer escolher a vacina tomada, já que estavam agendados para receber o imunizante no Centro de Eventos do Ceará, mas se vacinaram em um outro posto de vacinação, no shopping.

Segundo a Polícia Civil do estado, as penas somadas podem chegar a 13 anos de prisão pelas infrações. A produtora foi indiciada apenas pelo crime de infração de medida sanitária. As investigações apontaram que três servidores públicos foram os responsáveis por ajudar os famosos na vacinação irregular, além de outras duas pessoas que não trabalham na rede pública:

“Ficou caracterizado que a vacinação das três pessoas investigadas decorreu de um prévio ajuste entre elas, uma pessoa próxima ao cantor e uma outra pessoa, que por sua vez, possuía contato com os três servidores públicos, descartando a hipótese de coincidência despropositada e/ou falha, a título de culpa, das pessoas que trabalhavam no local”, disse a Polícia Civil em nota.

O inquérito foi enviado e será analisado pelo TJCE (Tribunal de Justiça do Estado do Ceará).

Casal estava sendo investigado pela Justiça desde julho

(Foto: Reprodução Instagram)
(Foto: Reprodução Instagram)

Não é segredo que a vacinação do cantor Wesley Safadão, da esposa Thyane Dantas e de uma produtora do forrozeiro está sendo investigada mas agora, novas informações vieram à público e podem confirmar a fraude. Isso porque, os depoimentos à Sindicância realizada pela Prefeitura de Fortaleza (CE) sobre o caso foram colhidos e em um deles, uma servidora contou que Thyane afirmou ter 31 anos no dia de sua imunização.

Depois de ver Wesley Safadão confessar traições aos prantos, a influenciadora pode ter que arcar com as consequências de ter mentido nas etapas do processo de vacinação, já que ainda possuía 30 anos e sendo assim, não estaria inclusa na faixa etária convocada para o dia 8 de julho de 2021 na capital cearense.

A registradora do local de vacina, que cumpre o protocolo de checagem dos documentos pessoais foi quem deu o relato. “A depoente informou que não checou a idade da Srª Thyane, mas que perguntou a idade da mesma, a qual informou possuir 31 anos de idade, que estava para fazer 32 anos”, consta no documento datado de 9 de julho de 2021.

Além disso, a enfermeira que aplicou a dose única da Jansen em Thyane Dantas confirmou a versão da registradora e revelou à Comissão de Acompanhamento e Avaliação do Plano Municipal de Operacionalização de Vacinação contra a Covid-19 que acreditou na idade de Wesley Safadão, da esposa e da produtora por confiar na equipe de triagem, responsável por checar os nomes e agendamentos.

Fato é que o cantor e a produtora compareceram à delegacia na manhã da última quarta-feira (15) para darem suas versões sobre o caso. Procurada, a assessoria de Wesley Safadão não quis se pronunciar enquanto o Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE) emitiu a seguinte nota: “O MPCE informa que a investigação está em fase de conclusão. Algumas pessoas ainda devem ser ouvidas na próxima semana, quando, possivelmente, as investigações deverão ser concluídas”.